Libertadores

23/04/2016

Corinthians 6×0 Cobresal

Mais artigos de »
Escrito por: Pablo
Tags:, , ,

do blog do torcedor no Globoesporte.com

 

Não, o adversário não era o time do Jardim Leonor. Era o chileno Cobresal.

Fraquinho de dar dó. Quer dizer, dó a gente tem, mas cada um com seus problemas. Se o adversário é fraco, tem que passar o carro.

E foi isso que fizemos ontem. Corinthians 1, 2, 3, 4, 5, 6, diria Roberto Avallone, nos saudosos tempos de Mesa Redonda.

Os reservas entraram em campo cheio de gás, cheio de vontade. Com plena intensidade, a 300 km por hora, marcação dobrada, transição rápida pelas laterais, envolvendo e dominando os chilenos, as jogadas fluindo e os gols saindo.

Entramos em campo já classificados. Nas arquibancadas o incrível publico de mais de 41 mil loucos (41.710 pagantes, para uma renda de R$ 2.635.754,50), que empurraram o time a mais uma vitória e a encerrar com chave de ouro a participação nesta fase de grupos da Cucaracha Cup.

Antes do jogo alguns portais chegaram a tentar fomentar um debate sobre o fato de Tite optar por escalar jogadores considerados reservas. Desnecessário, já que a maioria esmagadora da torcida entendeu que não seria preciso desgastar os considerados titulares, já que daqui a 2 dias entraremos em campo pelas semifinais do Paulistão e teremos pela frente o complicado Audax, que despachou os engomadinhos nas quartas de final, de forma humilhante.

E foi demonstrando, além da vontade e de intensidade monstruosas, um entrosamento, um encaixe perfeito, que a vitória foi construída.

Do goleiro ao ultimo atacante, tudo funcionou perfeitamente. Sem dificuldades defensivas, tivemos espaço para atacar pelos flancos, os laterais apoiaram bastante e Marlone e Romero, pelos lados, estavam endiabrados.

Agora é foco total no Paulistão.

E tenho fé, seremos Campeões.

VAI CORINTHIANS !!!!!!!!!!!!

NOTA DOS JOGADORES E TREINADOR

6,5
Cássio
Não teve trabalho. Numa das vezes que foi exigido, espalmou a bola nos pés do adversário. Um goleiro com a sua capacidade tem condições de, em frações de segundo, optar como vai espalmar uma bola.

7,0
Edilson
Aproveitou a avenida que teve pela frente para apoiar o ataque e fez isso muito bem. Mas Edilson é meio destrambelhado. Uma entrada desnecessária no adversário, cotoveladas, isso sem contar a entrada criminosa no seu próprio companheiro Rildo num treino desta semana. Precisa tomar maracujina, anda muito estressadinho.

6,0
Vilson
Não brinca em serviço, não tenta fazer o que não sabe ou o que não se sente seguro pra fazer. Excelente opção para o banco de reservas.

6,5
Balbuena
Zagueirão estio xerife de área, mas técnico. Firme nos desarmes e bem nas bolas aéreas.

7,0
Arana
O que atrapalha um pouco nosso jovem lateral é a afobação, é afoito em determinados momentos. É jovem, precisa ser trabalhado. Fez uma bela partida e um golaço, chutando de fora da área. Mas precisa trabalhar essa afobação pra ser titular do time.

7,0
Willians
Intensidade na marcação, também um pouco afoito, às vezes, muita garra e ontem aproveitou os espaços pra apoiar o ataque. Apenas um adendo. Quando foi anunciada sua saída, demonstrou contrariedade. Ok, é natural não gostar de ser substituído, ainda mais num jogo como o de ontem. Mas sendo visto por milhares de câmeras, deve evitar essas reações.

7,5
Rodriguinho
Voltando de contusão foi muito bem na armação, participou da marcação e transitou para o ataque com categoria.

6,5
Maycon
Tão jovem quanto Arana, mas se comporta em campo como um veterano. Não se afoba, marca priorizando a bola e evitando o choque faltoso, participa com intensidade do jogo. Tem um belo futuro pela frente.

8,0
Marlone
Sou fã do futebol desse cara. Apoiei sua contratação desde quando era apenas especulação. Ontem deu um show. Dribles, recomposições e um golaço, gol que merecia placa.

9,0
Romero
Que partidaça. É impressionante a evolução deste jogador, que há alguns meses chegou a ser reserva do reserva do reserva. Não se abateu, continuou treinando forte e o tempo foi recolocando as coisas no lugar, para ele. E mais um golaço ontem, outro que também merecia placa.

6,0
Luciano
Descompassado do resto do time ontem. Não aproveitou a enorme facilidade pra marcar gols.

6,0
Cristian
Entrou bem, com bons passes, sem dificuldades na marcação. Mas é, atualmente, um peso morto no elenco e custa caro pra cacete!

7,0
Elias
Vem evoluindo. Ontem entrou no transcorrer da partida ainda a tempo de, após uma bela triangulação, marcar um bonito gol.

Sem nota
Alan Mineiro
Jogou pouco tempo.

9,0
Tite

Em 3 meses está conseguindo dar liga a 3, 4 formações diferentes. Fruto da intensidade e seriedade dos treinamentos e muito, também, da estrutura e da tranquilidade que tem para trabalhar num clube como o Corinthians. Tite sobra em relação aos demais treinadores, no Brasil. E reitero, isso muito em conta pelo fato de trabalhar num clube que desde 2008 vem dando tempo e tranquilidade aos seus treinadores. A cobrança é apenas a inerente ao trabalho num clube grande como o nosso. Não tem diretor se metendo em escalação, nem na forma do time jogar. Salários em dia, estrutura do primeiro mundo, tranquilidade pra trabalhar, nem no Barcelona um profissional encontra isso tudo.



Sobre o Autor

Pablo
Coordenador de Suporte, Governador da República Popular do Corinthians e Louco pelo Timão!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.