Jogos para sempre!

16/12/2014

2 Anos – 16/12/12

Mais artigos de »
Escrito por: Pablo
Tags:, , , ,

2 anos após um dos dias mais felizes de minha vida, resolvi que não iria escrever um novo texto, mas resolvi, trazer para este espaço, as palavras de um dos maiores corinthianos que já existiu e que nos deixou este ano… Dr. Osmar de Oliveira:

 

“A felicidade é algo impossível de descrever, por isso, basta apenas senti-la.

Fiquei por horas imaginando o que Fernando Torres estava pensando ao ver o grupo de jogadores do Corinthians fazendo a festa do título mundial.

Ele provavelmente não conhecia bem o Corinthians. Talvez assistiu alguns vídeos, mas em geral, não conhecia o elenco.

Não sabia que no GOL tinha uma paredão de 1,95mt que costuma ser o maior pesadelo dos artilheiros.

Que a zaga era formada por dois jogadores experientes e que tem um entrosamento fantástico.

Que nas laterais o corpo pode esfolar e joelho sangrar, mas raça nunca faltará.

Que o primeiro volante parece um cachorro louco, que morde até a própria mãe se for preciso para sair de campo vencedor.

Que o segundo volante apesar de ter inho no nome, tem a classe de um meia dotado de grandeza habilidade e marca como um leão.

Que no meio campo tem um jogador que foi vencedor por todos os times por onde passou. Muitos dizem que ele é lento, mas todos os técnicos do Brasil o querem no seu time.

Que no ataque tem um Jorge, e sabemos que Jorge é a cara do Corinthians. Salve padroeiro.

Que na ponta temos um Sheik, carioca da gema, folgado de natureza e boleiro de profissão. Para um jogador como esse não há defesa que não possa ser furada.

Que o centroavante é um guerreiro, ou melhor é um Guerrero . É daqueles que não se entrega, incomoda e tem estrela. Não precisa jogar dez anos no clube para ser ídolo, dois jogos já bastam.

Que aquele mar negro nas arquibancadas é conhecido como Fiel, aqueles que devotam o seu amor pelo clube em qualquer lugar do mundo.

Caro Torres, isso você não irá saber nunca, só quem é que sabe.

Ele provavelmente não entende o idioma português, portanto não sabia que a música que os jogadores cantavam se referia à amizade. Amizade essa que é vivida e sentida por todos os componentes desse grupo. E esse pequeno grupo, com as mãos para cima, cantarolando um pagode e com os olhos brilhantes, são a demonstração de um pequeno fenômeno que acontece na vida.

Torres, essa pequena mancha no meio do gramado se chama: FELICIDADE.”

Aqui, você poderá assistir ao jogo, em HD.

[videojs mp4=”http://pablo3.hospedagemdesites.ws/videos/finalmundial.mp4″ autoplay=”true”]

*Texto retirado da página do Dr. Osmar no Facebook.



Sobre o Autor

Pablo
Coordenador de Suporte, Governador da República Popular do Corinthians e Louco pelo Timão!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.